sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Bacalhau à Zé do Pipo

http://www.1001receitas.com/images/recipes/bacalhau-ze-pipo.jpg

Bacalhau à Zé do Pipo

Bacalhau às postas, frito, coberto com um molho de azeite, alhos, vinho branco e picles, e, uma camada de maionese, rodeado de puré de batata, alourado no forno.
Ingredientes
bacalhau demolhado 4 postas
batatas 1 kg
1 l de leite e 50 g de manteiga 1 l
6 de azeite e 1 de vinho branco 7 dl
alho 2 dentes
4 de pickles e 1 de vinagre 5 col. sopa
pimento vermelho 1 und.
sal, pimenta e noz moscada q.b.
farinha q.b.
gemas de ovo 3 und.
mostarda 1 col. chá
Como fazer Bacalhau à Zé do Pipo
1 Coza as batatas em água e sal, escorra-as e reduza-as a puré; junte a manteiga e leve a lume brando, e acrescente aos poucos o leite quente, mexendo sempre; tempere com pimenta e noz moscada e reserve.
Enxugue as postas de bacalhau, passe-as por farinha, frite-as em azeite e coloque cada posta em seu prato de barro. É altura de ligar o forno a 220ºC.
Num tachinho aqueça o azeite com os dentes de alho picados e o vinho branco. Regue o bacalhau com este molho, espalhe os pickles em pedacinhos, cubra com a maionese e coloque à volta o puré de batata. Leve ao forno aquecido a190ºC a gratinar durante cerca de 20 minutos. Decore com tiras de pimento e sirva quente.


HISTÓRIA, DICAS E CURIOSIDADES
Zé do Pipo foi dono de um restaurante tradicional da cidade do Porto e autor de uma receita baptizada com o seu nome: “Bacalhau à Zé do Pipo”. Neste prato, as postas de peixe são cobertas com maionese e levadas ao forno para gratinar. Nos anos 60 ganhou um prémio num concurso gastronómico o que lhe deu notoriedade, tendo então este prato sido adoptado por muitos restaurantes como especialidade da casa.

Vinte minutos antes de confeccionar a maionese ponha todos os ingredientes em cima da mesa. Desmanche as gemas numa tigela com a mostarda, sal e pimenta q.b.; junte algumas gotas de vinagre e mexa com um batedor de varas e quando estiver bem ligado comece a juntar os 4 dl de azeite em fio, sem parar de mexer; por fim, acrescente aos poucos o vinagre mexendo sempre. Se ao misturar o azeite se notar que o molho está a ficar demasiado grosso junte um pouco de vinagre. Guarde a maionese no frigorífico até ao momento de a utilizar.

Sem comentários:

Publicar um comentário